Cuidados com o carrapato, ele transmite a febre maculosa

A febre maculosa é transmitida pelo carrapato estrela ou carrapato do cavalo (também conhecido como micuim ou vermelhinho) e é encontrado também em aves, capivaras, gambás, cotias e outros animais silvestres e ocasionalmente são encontrados em cães. Normalmente são encontrados em locais como margens de lagos, rios, córregos, pastos, matas e parques. A febre maculosa tem tratamento e quanto antes for diagnosticada a doença, mais rápida será a cura.
Nem todos os carrapatos estão infectados e é necessário que ele fique pelo menos seis horas preso ao corpo para que possa transmitir a doença.

SINTOMAS
Os sintomas podem aparecer depois de 2 a 14 dias após o contato com o carrapato infectado.
No início, os sintomas são semelhantes ao de uma gripe ou outras doenças febris de pequeno risco, o que pode confundir o diagnóstico. Se não tiver tratamento adequado, a doença evolui para um quadro de infecção generalizada, com complicações pulmonares, vasculares, desidratação, choques, podendo ocasionar coma e morte.
Ao apresentar os sintomas a seguir, procure rapidamente um serviço de saúde, informando que você esteve em áreas infestadas por carrapatos.

Principais Sintomas

-Febre moderada ou alta, de início súbito;
-Mal-estar geral;
-Dor de cabeça intensa;

-Dores musculares;
-Após 2 ou 3 dias do início da doença podem aparecer máculas (manchas avermelhadas) nos pulsos, tornozelos, podendo se estender para as palmas das mãos e planta dos pés e, em seguida, para o corpo todo.

SAIBA COMO SE PROTEGER

– Evite o contato com a vegetação em locais como gramados de parques, margens de lagos, rios e córregos, pastos e matas;

-Ao caminhar por estas áreas use calça comprida, com a parte inferior para dentro das meias;

-Examine o corpo com atenção em intervalos de duas horas ou logo após sair destes locais. Use roupas claras, pois facilitará a visualização do carrapato;

Se encontrar carrapatos no corpo retire-o com cuidado fazendo uma leve torção para que ele saia inteiro. Não esmague os carrapatos e não utilize cigarro ou fósforos para queimá-los.

Preserve o meio ambiente colocando o lixo no interior das lixeiras, pois ele atrai e alimenta capivaras e outros animais hospedeiros do carrapato. Não provoque desmatamentos ou queimadas e siga as medidas de proteção indicadas.

LEMBRE-SE: ESSAS ORIENTAÇÕES PODEM SALVAR VIDAS.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X